PROTOCOLO DE WISE-ANDERSON

Sessão de Imersão de 6 Dias

O Protocolo de Wise-Anderson é um tratamento pioneiro que foi desenvolvido ao longo de um período de 8 anos no Serviço de Urologia da Universidade de Stanford. O Protocolo de Wise-Anderson centra-se no treino de doentes com dor pélvica, ensinando-os a reabilitar os músculos espásticos e cronicamente contraídos do pavimento pélvico, bem como a relaxar a tensão dos músculos pélvicos e a excitação do sistema nervoso que alimenta e perpertua a dor pélvica crónica.

A investigação publicada mostrou que o Protocolo de Wise-Anderson ajuda a maioria dos doentes que frequenta as sessões de imersão de 6 dias. Um estudo que publicámos em 2015 refere que, ao fim de 6 meses do nosso tratamento, um terço dos doentes descontinuou voluntariamente toda a medicação.

As sessões, que oferecemos ao longo do ano, são limitadas a 14 doentes que aprendem o protocolo, em sessões privadas e de grupo. O objectivo destas sessões consiste em treinar os doentes a reduzir ou a resolver a dor pélvica, sem ter que recorrer constantemente a ajuda profissional.

NO PASSADO NÃO HAVIA QUALQUER SOLUÇÃO

As síndromes de dor pélvica crónica foram um autêntico puzzle para os grandes cérebros da medicina, durante um século. Os antibióticos, os anti-inflamatórios, as massagens prostáticas e as intervenções cirúrgicas, que constituem o pilar dos tratamentos convencionais, de pouco têm servido no tratamento destas doenças incapacitantes. No nosso livro “Uma Enxaqueca na Pélvis”, descrevemos o nosso tratamento médico inovador que tem por base o conhecimento de que a disfunção do pavimento pélvico não é provocada pela próstata, pela bexiga, pelo útero ou qualquer outro órgão, mas sim pela contração crónica dos músculos do pavimento pélvico.

A DISFUNÇÃO DO PAVIMENTO PÉLVICO É UMA PERTURBAÇÃO LOCAL E SISTÉMICA

O alívio da disfunção do pavimento pélvico, com os seus sintomas desconcertantes e perturbadores, é o que esperam aqueles que procuram a ajuda de qualquer tratamento, quando vão a um médico. Contudo, os tratamentos médicos convencionais quase sempre interpretam mal a disfunção do pavimento pélvico. As soluções que estes tratamentos oferecem são, na melhor das hipóteses, parciais e de curta duração e, na pior das hipóteses, soluções como a intervenção cirúrgica ou determinadas injecções, que podem exacerbar o problema.

O erro fulcral do tratamento convencional é que não entende o facto da disfunção do pavimento pélvico ser um problema sistémico e local – sistémico no sentido de o sistema nervoso, que por norma está frequentemente excitado, comprimir de forma crónica os músculos pélvicos e local no sentido de as preocupações, a ansiedade e a excitação nervosa crónicas, em determinados indivíduos, resultarem em dor local e em disfunção dos músculos pélvicos. Sem tratar eficazmente estes dois aspectos, a disfunção do pavimento pélvico persistirá.

As sessões de 6 dias que oferecemos ao longo do ano, visam resolver as componentes local e sistémica da disfunção do pavimento pélvico, treinando os nossos doentes numa técnica avançada de autotratamento com fisioterapia interna e externa (tratamento local) e praticando o nosso protocolo de relaxamento, Relaxamento Paradoxal Estendido, que tem como objectivo reduzir a excitação diária do sistema nervoso.

O CONTEÚDO DAS SESSÕES

• As avaliações médicas individuais são feitas por médicos ligados às nossas sessões antes do início do programa intensivo, altura em que a natureza da condição dos participantes será avaliada e em que será determinada a pertinência do protocolo de tratamento.

• Os participantes são submetidos a uma forma específica de treino em autotratamento com fisioterapia, que consiste na Libertação de Pontos-Gatilho relacionados com o pavimento pélvico, desenvolvida para a disfunção do pavimento pélvico e para o ensino diário de autotratamento com fisioterapi.

• Treino intensivo ao longo do ano em Relaxamento Paradoxal Estendido é uma parte integrante do programa de ensino durante a sessão e é vocacionado para o treino em casa dos participantes, através de lições gravadas do curso. Fazem também parte do programa de estudo estratégias cognitivas específicas para reduzir o impacto do pensamento catastrófico/negativo que frequentemente acompanha as síndromes de dor pélvica crónica.

• Os principais objectivos do Protocolo de Wise-Anderson são treinar os participantes a auto-administrar em casa, periodicamente, a fisioterapia e as componentes comportamentais do tratamento. Os doentes recebem um mapa dos seus pontos-gatilho e das áreas de restrição. A fisioterapia do pavimento pélvico é realizada regularmente em conjunto com o Relaxamento Paradoxal Estendido.

• O treino é realizado num pequeno grupo e é constituído por aproxidamente 20-30 horas de tratamento ao longo de um período de 6 dias..

Os doentes que frequentam as sessões do Protocolo de Wise-Anderson são normalmente doentes que tiveram dor e disfunção durante meses a anos, que recorreram a inúmeros médicos e que não resolveram com sucesso a dor com os tratamentos convencionais. Criámos estas sessões mensais que nos permitem tratar, ao longo de um período de 6 dias, os doentes que vivem longe. No nosso livro “Uma Enxaqueca na Pélvis” descrevemos mais pormenorizadamente este tratamento.

Talvez o maior sofrimento dos doentes com dor pélvica seja a sensação de impotência que os doentes sentem, perante a presença de dor pélvica e de disfunção. O ojectivo do Protocolo de Wise-Anderson é dotar os doentes de competências para os ajudar a resolver os seus sintomas.

Quando conseguimos ajudar as pessoas com este problema, conseguimos dar-lhe ferramentas que lhe permitem atenuar ou eliminar os sintomas. Quando os participantes respeitam a parte prática do protocolo que é feita em casa, é muitas vezes visível uma redução dos sintomas no espaço de apenas alguns dias. A redução estável ou a resolução dos sintomas pode levar meses ou alguns anos e em muitos indivíduos que respondem ao nosso tratamento, tende a haver uma continuidade dessa melhoria ao longo do tempo, com o uso do nosso protocolo.

 

CONTACTE-NOS

Embora tenhamos conseguido traduzir nosso site e reservar em vários idiomas diferentes, neste momento só podemos ler e responder a você em inglês. Esperamos que esta informação possa ajudá-lo.

Preencha o formulário em baixo e envie-nos por email para [email protected] ou contacte-nos para o nosso escritório através do telefone +1 (707) 332-1492.